O filme “The Post”, comandado por Steven Spielberg, disputa dois prêmios no Oscar 2018. Injustamente, ele concorre apenas nas categorias Melhor Filme e Melhor Atriz. Apesar dessa indicação limitada, o blog Trem Para Fazer destaca sete motivos pelos quais o longa-metragem deveria ser premiado. Confira!

1. Meryl Streep, que divide o protagonismo do filme com o ator Tom Hanks, é sempre sensacional. Dificilmente, ela atuará mal! Em “The Post”, a atriz imprime sentimento até na maneira da sua personagem, Katharine Graham, olhar e refletir. Apesar do merecido prêmio de Melhor Atriz, a dona de três oscars terá a difícil missão de desbancar Frances McDormand, que fez bonito no “Três Anúncios Para um Crime”.

merlystreep

2. Impossível destacar Meryl e deixar Hanks de fora! O ator merecia, no mínimo, ter sido indicado à categoria Melhor Ator. Mesmo Ben Bradlee, o editor-chefe do jornal “Washington Post”, não ser seu papel mais brilhante, Hanks fez bonito e, sim, poderia levantar uma estatueta no Oscar 2018. Isso, porém, não vai acontecer! Primeiro, porque ele não está na disputa; segundo, porque Gary Oldman, integrante do longa “O Destino de Uma Nação”, é o predileto ao prêmio.

tomhanks.jpg

3. O longa-metragem “The Post” seria também um forte candidato ao título de Melhor Roteiro Adaptado, já que a história é “fuderosa”. O filme, para quem não viu, retrata a saga da equipe de jornalistas do jornal “Washington Post” em conseguir publicar os documentos secretos sobre o envolvimento dos Estados Unidos na Guerra do Vietnã. A história, obviamente, é baseada em fatos reais e gera uma certa repulsa.

moviethepost

4. Ambientado no universo do jornalismo, “The Post” é um dos filmes mais sagazes do Oscar 2018. É que ele traz à tona a discussão em torno do bom jornalismo, da reportagem investigativa e do confronto entre o interesse pessoal da empresa proprietária do jornal e o interesse do público. Só essa pegada já o classifica como Melhor Filme da temporada. Contudo, a academia e a crítica insiste em apontar “A Forma da Água” como o predileto ao patamar de Melhor Filme, no Oscar 2018.

5. Um outro motivo para “The Post” ser premiado no Oscar 2018 é o fato do filme, ambientado nos anos 1970, retratar o machismo. Sim, o longa-metragem é também construído sob esse aspecto. Jura que não percebeu? Ao herdar o “Washington Post”, Katharine Graham enfrenta o olhar dos homens que não a veem como uma líder tampouco percebem sua competência para coordenar um veículo de comunicação. Ela, aos poucos, se impõe — essa postura, aliás, é o que culmina no gran finale do filme.

thepostfilme.png

6. A disputa pelo título de Melhor Diretor, no Oscar 2018, está bastante acirrada. Christopher Nolan (“Dunkirk”), Jordan Peele (“Corra!”), Greta Gerwig (“Lady Bird”), Paul Thomas Anderson (“Trama Fantasma”) e Guillermo del Toro (“A Forma da Água”) estão no páreo. Spielberg, apesar de seu ótimo trabalho em “The Post”, não entrou na lista. Por qual motivo, meu Deus?! A direção, então, é o sexto motivo pelo qual “The Post” merecia ser premiado no Oscar 2018. Uma pergunta: Spielberg já errou?

Confira o trailer do filme “The Post”


7. Para encerrar os Sete Motivos Para ‘The Post’ Ser Premiado, é necessário deixar claro que o filme é completo. Tem boa direção, tem ótimas atuações, tem uma trilha justíssima, tem uma boa história e, além do mais, alfineta tanto os colegas da comunicação quanto a sociedade de uma maneira geral — afinal, é ano de eleições presidenciais e, obviamente, muitos veículos estão mais interessados no interesse pessoal do que no do público. Pense nisso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s