A jornalista e apresentadora GEOVANNA TOMINAGA, que passou pela “TV Globinho” e “Vídeo Show”, ambos da Globo, é uma das finalistas do “Dancing Brasil”, reality show da Record TV que terá seu grand finale hoje, a partir das 22h. Além dela, a atriz Bárbara Borges e a modelo Raíssa Santana disputam o prêmio de R$ 500 mil. O bailarino da vencedora, a propósito, receberá um carro zero-quilômetro pelo trabalho desenvolvido. Confira o bate-papo do blog TREM PARA FAZER com a “japinha” Geovanna.

INVASÃO NORDESTINA NESTE FIM DE SEMANA

Como está seu coração para esta final?
O coração está bem tranquilo, e o corpo, um pouco cansado. Mas estou muito feliz de ter chegado à final do programa. Era tudo o que eu queria: dançar todos os ritmos e dançar bem! Eu e o Téo fizemos uma campanha bonita. Dançamos com muito amor naquele palco, porque a dança é uma paixão. Espero que essa final seja linda!

Quais lições você tira do “Dancing Brasil”?
São tantas, profissionais e pessoais também. Eu saio mais confiante em mim, mais segura de mim e, como artista, mais completa. É um processo que não tem a ver só com a dança, com o movimento, tem a ver com a pessoa que você é. O “Dancing Brasil” me mostrou que eu posso usar minhas emoções para contar histórias com o meu corpo, com o movimento. Foi inesquecível!

Você trabalhou muito tempo com a Angélica e, agora, com a Xuxa Meneghel, que apresenta o “Dancing”. Como foi ficar próxima da Rainha dos Baixinhos?
Trabalhei com a Angélica por muitos e muitos anos, acho que dos 12 aos 19 anos. O que muita gente não sabe é que meu primeiro teste para a televisão foi aos 9 anos, para ser repórter mirim do programa da Xuxa. Nessa época, eu morava no interior de São Paulo, e meu pai não queria mudar, pois seria um processo complicado. Acabei indo para outros caminhos até que fui cantar no programa da Angélica. O diretor da atração, então, me chamou para fazer um teste e fui trabalhar com ela. E poder conviver mais de perto com a Xuxa, durante uns quatro meses, foi incrível. Tive a certeza de que ela é quem ela é pela pessoa, pela humanidade que existe naquele ser de luz.

Foto Denise Ricardo/Divulgação
0226_Denise_Ricardo-Editar.jpg

Quais são os projetos para depois do programa?
Meu plano é descansar! No dia 12, quinta-feira, é meu aniversário, e quero comemorar com a família e com os amigos. Independentemente de levar o troféu ou não, eu tenho o que comemorar. Em maio, viajo com o meu blog Dois a Bordo para o Peru e, depois, ainda não tenho nada definido. Vou esperar o “Dancing” terminar e ver o que acontece.

Para lacrar: qual é seu maior sonho para este ano?
Com o convite do “Dancing Brasil”, tive que adiar meu casamento, que seria em abril. Então, meu objetivo para este ano é me casar. Estamos preparando [ela e o noivo, Eduardo Duarte] o casamento para o segundo semestre, além dessa viagem do Dois a Bordo. Eu acho que já têm fortes emoções. Está sendo um ano lindo e tenho certeza que será maravilhoso até o fim.

 Leia outras entrevistas clicando aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s